Belém com arte: opções culturais na pandemia

Atualizado: 8 de jul.

Por Bianca Galhardo

Revisão Elaide Martins


Desde o retorno das programações culturais após a chegada da pandemia, os belenenses vêm experimentando novos jeitos de aproveitar a gastronomia, a arte e o lazer que a capital oferece.


Praça da República, Centur, Orla de Icoaraci. São vários os centros culturais de Belém. Ao longo das décadas, a cidade viu serem construídos grandes espaços voltados às expressões artísticas tradicionais da capital e estado, como rodas de carimbó ou vendas de tacacá e maniçoba, a fim de expressar a força popular que estes possuem.


Nos últimos anos, os cenários se ampliaram e possibilidades surgiram, que ampliaram a compreensão do que é o acesso à cultura. Passaram a oferecer, além de teatro, música e quitutes, atividades voltadas à saúde mental e física, ações de incentivo à leitura e adoção de animais.


Por isso, trouxemos um guia especial para você que deseja curtir alguns espaços culturais na cidade com segurança. Segue o fio:


PRAÇA DA REPÚBLICA


O famoso espaço é conhecido pela Feira da Praça que abre todo domingo. Ativa desde 1878, a Praça da República é palco da feira de domingo, que teve que parar as atividades por um tempo devido a pandemia. Oferecendo a mostra de artesanato, a feira também é muito conhecida pela adoção de cães e gatos, além do antigo espaço gastronômico Bar do Parque. Em julho de 2020, a feira da praça voltou às atividades com capacidade de público reduzida, e desde então não parou mais. O fato é que a Praça da República é uma boníssima opção de passeio e lazer tanto para turistas como para quem mora aqui.



ORLA DE ICOARACI


Durante o período colonial, a abertura pro rio mostrava vantagem para os navios que aportavam na baía, fazendo com que a parte que hoje integra a Orla de Icoaraci quase fosse escolhida para ser o ponto de entrada principal de Belém, posto que hoje pertence à Estação das Docas. Mas 406 anos depois, esta parte do Distrito de Icoaraci continua encantando os que a visitam, seja pela oferta de lazer fora do centro da cidade, seja pela beleza do lugar.



CENTRO CULTURAL E TURÍSTICO TANCREDO NEVES - CENTUR


O espaço foi fundado em 1986 e, desde então, oferece sete espaços com diferentes funções culturais: Biblioteca Pública Arthur Vianna, Auditório de Eventos Ismael Nery, Teatro Margarida Schivasappa, Teatro Experimental Waldemar Henrique, Cine Teatro Líbero Luxardo, Galeria Theodoro Braga e Fonoteca Satyro de Mello. Com programações quase sempre gratuitas ou acessíveis, o espaço contribui efetivamente para fomentar a produção cultural da capital paraense, oferecendo mesas e eventos nos mais diversos âmbitos artísticos.


9 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo